Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Explosão de carro armadilhado faz seis mortos na Turquia

  • 333

Ataque teve como alvo um posto de controlo da polícia na autoestrada que liga Diyarbarkir a Batman, sudeste da Turquia.

STRINGER/TURKEY/REUTERS

Autoridades turcas atribuem ataque aos rebeldes do PKK

Quatro polícias turcos e dois civis, entre os quais uma criança, morreram esta segunda-feira num atentado com uma viatura armadilhada perto de Diyarbakir (sudeste), atribuído a combatentes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK). O balanço anterior apontava para três mortos e 25 feridos, incluindo cinco polícias.

O ataque teve como alvo um posto de controlo da polícia na autoestrada que liga Diyarbakir a Batman e causou seis mortos, declarou aos jornalistas em Ancara o vice-primeiro-ministro Numan Kurtulmus. Um repórter fotográfico da agência France Presse no local viu o edifício da polícia reduzido a escombros e equipas de socorro a procurarem corpos nos destroços.

O atentado ocorreu cinco dias depois de dois ataques à bomba simultâneos no sudeste da Turquia, atribuídos ao PKK, que causaram pelo menos oito mortos, na maioria civis.

Nos últimos meses, o Governo realizou operações militares contra o PKK para afastar os combatentes curdos de zonas urbanas. O conflito, que recomeçou o ano passado após dois anos e meio de tréguas, já fez mais de 40.000 mortos desde o início da rebelião curda em 1984.