Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Estiveram casados 63 anos e morreram com 20 minutos de diferença

  • 333

Jeanette De Lange tinha Alzheimer e o marido Henry lutava contra um cancro na próstata. Morreram no mesmo quarto com toda a família à volta

Em 1953, Henry e Jeanette De Lange casaram. Pouco tempo depois, foram chegando os filhos. Cinco, no total. Depois de uma vida preenchida, ambos morreram na Dakota do Sul no mesmo dia com apenas 20 minutos de diferença. Primeiro ela, depois ele. O funeral realizou-se esta segunda-feira.

Jeanette, 87 anos, sofria de Alzheimer e, por isso, estava num centro de cuidados para idosos. Todos dias, “uma, duas ou três vezes por dia”, Henry, 86 anos, apesar de lutar contra o cancro na próstata, ia visitá-la.

O veterano da Guerra da Coreia viu o estado de saúde piorar drasticamente nas últimas semanas e pediu aos filhos para ser colocado no mesmo centro que a mulher. “Foi muito querido da parte deles colocarem-no no mesmo quarto que a minha mãe”, disse o filho do casal, Lee De Lange, citado pela televisão norte-americana KSFY.

A 31 de julho, os filhos receberam um telefonema a alertar que os pais não estavam bem. A meio da tarde, às 17h10 (hora local), Jeanette morreu. “Ela estava muito, muito, muito pacífica”, contou Lee De Lange.

“A mãe foi para o céu e não precisas de lutar mais. Se quiseres, também podes ir também”, disse um dos filhos a Henry. O homem abriu os olhos e só com olhar procurou a mulher. Viu-a. Voltou a fechar os olhos, encostou-se e cinco a dez minutos depois morreu também. Eram 17h30.

“Temos considerado que se trata de um bonito ato de Deus, que providenciou amor e misericórdia. Não se reza por uma coisa destas porque parece maldoso, mas não poderíamos pedir algo mais bonito”, disse o filho.