Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Egito anuncia morte do líder da filial do Daesh no Sinai

  • 333

Exército diz que Abu Duaa al-Ansari morreu em ataque aéreo contra bastião do grupo Ansar Beit al-Maqdis, ramo do autoproclamado Estado Islâmico na península

O exército do Egito diz que Abu Duaa al-Ansari, líder do ramo do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh) na península do Sinai, morreu numa série de bombardeamentos lançados contra um bastião do grupo perto da cidade de El-Arish, a maior cidade da península, juntamente com "dezenas de militantes".

"Os ataques deixaram mais de 45 terroristas mortos, dezenas de outros feridos e destruíram várias provisões de armamento", disse o brigadeiro-general Mohammed Samir numa publicação do Facebook citada pela BBC, na qual explica que a operação que conduziu à morte de Al-Ansari teve por base "informações precisas" da agência secreta do país. Nenhum dado foi avançado sobre a data em que a campanha de bombardeamentos foi levada a cabo.

Ativo na península do Sinai desde 2011, o província do Sinai, ou Ansar Beit al-Maqdis, como era conhecido antes de jurar fidelidade ao Daesh em novembro de 2014, é um grupo de insurgência a quem é atribuída uma série de atentados em várias zonas dessa península e no Cairo. Crê-se que, neste momento, terá entre mil e 1500 membros ativos e células na capital egípcia, na cidade de Giza e no Deserto Ocidental.

De acordo com um estudo recente do site Al-Araby al-Jadid, com sede em Londres, o grupo foi responsável por pelo menos 31 ataques em várias áreas do Sinai em apenas duas semanas no mês de março deste ano.

A alegada morte do líder ainda não foi confirmada nem desmentida pelo grupo, que ganhou espaço de manobra na região após o Exército ter deposto o Presidente democraticamente eleito da Irmandade Muçulmana, Mohammed Mursi, em 2013.

Na quarta-feira, num vídeo atribuído a esta filial do Daesh, os militantes fizeram ameaças diretas a Israel, dizendo que o país vai "pagar um alto preço" em breve por estar a patrulhar a fronteira com o Egito no Sinai.