Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ataque no centro de Londres faz um morto e cinco feridos

  • 333

JUSTIN TALLIS

Homem de 19 anos foi detido no local pouco depois de esfaquear seis pessoas, provocando a morte de uma mulher de 60 anos. Polícia metropolitana diz que saúde mental do suspeito é "fator significativo" no ataque e não exclui possíveis ligações a terrorismo

Uma pessoa morreu e outras cinco ficaram feridas num esfaqueamento em série na praça Russell, no centro de Londres, na quarta-feira à noite. A polícia foi chamada ao local, perto do Museu Britânico, pelas 22h30, após várias pessoas terem alertado as autoridades para um homem que estava a esfaquear pessoas aleatoriamente na rua.

Uma das vítimas, uma mulher na casa dos 60 anos, recebeu assistência no local mas acabou por não resistir, tendo sido declarada morta pouco depois. Duas outras mulheres e três homens receberam assistência médica por "variados ferimentos", confirmaria mais tarde a Scotland Yard, citada pela BBC.

Dez minutos depois da chegada da polícia ao local, um homem de 19 anos foi travado por um agente com descargas de um taser e detido. Em conferência de imprensa, o vice-comissário para operações especializadas da polícia, Mark Rowley, disse que o comando de homicídio está a liderar a investigação ao ataque com o apoio da unidade de contraterrorismo — explicando que a saúde mental do suspeito é um "fator signiticativo" nos eventos mas que a possibilidade de atentado terrorista ainda não foi descartada.

"Neste momento devemos manter uma mente aberta quanto a um motivo e consequentemente o terrorismo continua a ser uma das linhas de investigação para explorarmos", declarou o responsável máximo da polícia pelas operações anti-terrorismo.

Durante a madrugada, houve um reforço policial no local do ataque, entre outras razões para proteger a tenda de investigação forense montada em Southampton Row, à saída do parque, no centro da praça Russell. Para já, ainda não se sabe em que condição se encontram os cinco feridos.