Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Piloto de milionário é suspeito de ser o cabecilha do maior sequestro no Brasil

  • 333

O piloto preso na segunda-feira prestava serviços no Brasil para Bernie Ecclestone (na foto) há vários anos

VALDRIN XHEMAJ/EPA

Jorge Faria prestava serviços de helicóptero à família do chefe-executivo da Fórmula 1 e conhecia as suas rotinas. Foi preso esta segunda-feira pela polícia de São Paulo, que suspeita ter sido ele a engendrar o plano para sequestrar a sogra do próprio milionário

A polícia de São Paulo prendeu esta segunda-feira um dos pilotos de helicóptero ao serviço de Bernie Ecclestone, por suspeitar que Jorge Eurico da Silva Faria é o cabecilha do sequestro da sogra do todo poderoso líder da Fórmula 1.

Aparecida Schunck, de 67 anos, foi libertada este domingo depois de nove dias em cativeiro, mantida num imóvel em Cotia, nos arredores de São Paulo. Dois homens tinham já sido detidos no local.

Segundo as autoridades, Jorge Faria prestava serviços a Ecclestone sempre que ele a a família se deslocavam ao Brasil por causa de eventos relacionados com a Fórmula 1. A imprensa brasileira adianta que o piloto é dono de uma empresa que assegurou a operação aérea do Grande Prémio do Brasil até 2014. Terá sido ele a contratar os outros dois suspeitos, para que realizassem o sequestro a troco de uma percentagem do resgate –foram pedidos 33 milhões de euros.

Descrito como alguém íntimo da família, que conhecia as suas rotinas, Jorge Faria “não se mostrou surpreendido” quando foi preso, diz a polícia, que resgatou Aparecida depois de ter rastreado as chamadas telefónicas efetuadas pelos raptores.

Citado pelo jornal “Folha de São Paulo”, o piloto de helicópteros nega o envolvimento no rapto e diz ter “o maior carinho” pela família de Ecclestone. À saída da esquadra onde foi ouvido negou ainda conhecer os outros dois detidos: “Nunca os vi. Não tenho qualquer contacto com eles”.

Considerado o maior resgate alguma vez pedido no Brasil, a polícia afirma que a quantia exigida pelos sequestradores não foi paga.

Quando foi raptada, a sogra de Ecclestone estava em sua casa, em Interlagos, zona sul de São Paulo. É mãe de Fabiana Flosi, 38 anos, a mulher com quem o chefe-executivo da Fórmula Um se casou em 2012, três anos depois de se terem conhecido no Brasil. A fortuna de Ecclestone está avaliada em cerca de 2800 milhões de euros.