Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

PJ deteve britânico suspeito de matar criança em 1994

  • 333

Suspeito foi identificado depois de publicar fotos no Facebook da sua estadia em Portugal

A Polícia Judiciária confirmou esta terça-feira a localização e detenção em Lisboa de um homem de nacionalidade britânica, de 35 anos, que deverá ser extraditado para o Reino Unido, onde enfrenta a acusação de homicídio, ocorrido em 1994, de uma criança de seis anos de idade. O Expresso confirmou tratar-se de James Watson.

A confirmação ocorre após o jornal britânico “Daily Mail” ter noticiado a detenção em Portugal de James Watson, que divulgara no Facebook fotos da sua estadia em Portugal, gabando-se do modo fácil como conseguira escapar do seu país.

O crime, o assassinato por estrangulamento da criança, ocorreu quando Watson ainda seria adolescente, mas o suspeito só foi detido em abril deste ano, tendo sido entretanto colocado em liberdade condicional e saído do país numa autocaravana.

O corpo de Rickki Neave, o rapaz de seis anos, foi encontrado nu numa zona de mato, um dia depois de ter desaparecido em Peterborough, Cambridgeshire, onde Watson crescera.

“Julga-se que James Watson e um amigo pretendiam esconder-se em Portugal, mas o parceiro não concordou, o que o levou a querer voltar para casa”, referiu o jornal britânico, acrescentando que, quando tentava regressar ao Reino Unido, Watson foi preso por agentes locais em Lisboa.

A PJ refere que a detenção ocorreu “no cumprimento de um mandado de detenção europeu” e que o indivíduo, que está também indiciado como autor de um incêndio ocorrido numa esquadra de policia, irá ser presente ao “juiz do Tribunal da Relação de Lisboa para determinação das medidas de coação adequadas”.