Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Não se metam com o Van Damme (que é o mesmo que dizer “não lhe façam as mesmas perguntas de sempre”)

  • 333

Aqui não há murros com punhos, só com palavras

Van Damme anda pela Austrália a promover um espetáculo, "Unplugged And Unscripted", e teve de ceder à fatal enxurrada de entrevistas. Numa delas, bem, ele cansou-se: explicou que já está nos cinquentas, que já dispõe de uma maturidade que lhe enquadra a vida de um modo diferente e que há perguntas que o cansaram demasiado. Por isso, conta o Van Damme, já não há pachorra.

E como ele é um homem mais maduro apesar de igualmente musculado – aquele bíceps que se vê no fim do vídeo mantém a tonificação intimidante que esmurrou muito boa gente nos 80 e 90 e 2000 e menos nos 2010, porque o cinema mudou -, decidiu contestar com palavras em vez de sopapos: mostrou aos entrevistadores a indignação devida pelo facto de lhe estarem a fazer as mesmas perguntas previsíveis, repetitivas, sem profundidade de sempre e levantou-se. Foi-se embora, mas antes argumentou porquê. É que ele está cansado e quer perguntas criativas e conversas inovadoras.

Resultado: o Van Damme está novamente na moda, pelo menos na Austrália, que está eufórica com este acontecimento perturbador - mérito do vídeo ali em cima, que pôs o Van Damme a suar (aliás, recomenda-se com atenção a explicação que ele dá sobre os próprios suores).