Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Angolana é primeira mulher africana a integrar “board” da Câmara de Comércio EUA-África

  • 333

DR

Chama-se Maria Luísa Abrantes e é jurista de formação. Mãe de dois filhos do Presidente angolano, é atualmente presidente da Assembleia Geral do Banco Prestígio

Gustavo Costa

Correspondente em Luanda

A primeira africana a integrar um dos boards da Câmara do Comércio Estados Unidos-África, a maior corporação mundial do sector, é angolana. Chama-se Maria Luísa Abrantes, tem 65 anos, e é jurista de formação. Mãe de dois filhos, do Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, chefiou durante 13 anos, em Washington, a Agência Angolana de Investimento Privado. Atualmente, é presidente da Assembleia Geral do Banco Prestígio.

Com um mestrado pela Universidade de Lisboa, um doutoramento pela Universidade Lusíada e inscrita na Ordem dos Advogados portugueses, Maria Luísa Abrantes esteve na origem de uma série de projetos de vulto envolvendo investimento estrangeiro que foram determinantes para, a partir de 2004, alavancar a economia angolana no período do pós-guerra.

Politicamente, rompeu em 1992 com o MPLA, tendo tido uma curta passagem pelo PRD, partido da oposição então liderado por Joaquim Pinto de Andrade.

Reformada, esta antiga funcionária do Ministério da Indústria de Angola inicia agora um novo ciclo, num organismo que envolve mais de 3 milhões de empresas e está associado a mais de 170 organizações congéneres.

Além de presidir à Assembleia Geral do Banco Prestígio, Maria Luísa Abrantes, integra um dos conselhos de administração da Câmara do Comércio dos Estados Unidos, copresidida pelo milionário nigeriano Alik Dangote, o homem mais rico de África, e pelo presidente da General Electric para África, Jay Ireland. Do mesmo conselho fazem parte outros empresários norte-americanas de primeira linha, como os vice-presidentes da Caterpilar, da APR Energy, da IBM, da Chevron e de outras multinacionais.