Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Médico morre após ter sido baleado em clínica de Berlim

  • 333

Polícia de Berlim confirma a morte do médico. O tiro terá sido disparado por um paciente

A polícia de Berlim confirmou esta terça-feira a morte do médico atingido a tiro num hospital universitário em Steglitz, localidade a sudoeste de Berlim. Inicialmente o médico foi levado para os cuidados intensivos, mas a sua morte foi entretanto confirmada no Twitter.

"O médico, infelizmente, morreu. Os nossos investigadores estão no local para esclarecer o contexto deste acontecimento", escreveu a polícia de Berlim no Twitter. As últimas informações avançadas pelas autoridades indicam que "neste momento" não há prova de nenhuma ligação com terrorismo.

Os disparos foram ouvidos às 13 horas locais e a polícia está já no local. As autoridades dizem não ter nenhuma informação de que haja mais pessoas feridas ou outros atacantes.

Inicialmente, a polícia disse, também no Twitter, que o médico tinha ficado ferido com gravidade e que estava nos cuidados intensivos, depois de ter sido atingido. E acrescentou que "aparentemente" terá sido um paciente a disparar e que se suicidou de seguida.

A polícia de Berlim garante que a zona "está sob controlo". "Não há perigo", acrescentou, no Twitter. A polícia faz ainda um apelo, lembrando a importância de se evitarem boatos. "Informamo-vos oficialmente sobre os factos", acrescentou.

Uma porta-voz do hospital universitário recusou-se a fazer qualquer comentário sobre os disparos, de acordo com a agência Reuters.

(em desenvolvimento)