Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Presidente alemão “horrorizado” com “ataque assassino”

  • 333

Carsten Koall/ Getty Images

Joachim Gauck manifestou também “solidariedade” para com os serviços de emergência que estão a tentar “proteger pessoas e salvar vidas”

O Presidente alemão, Joachim Gauck, mostrou-se esta sexta-feira "horrorizado" com o "ataque assassino" em Munique, que causou a morte de pelo menos oito pessoas.

"Eu estou ao lado das vítimas nos meus pensamentos e com todos os que estão de luto ou com receio em relação a entes queridos", afirmou Gauck em comunicado.

Na declaração, o chefe de estado manifestou também "solidariedade" para com os serviços de emergência que estão a tentar "proteger pessoas e salvar vidas".

O ministro do Interior, Thomas de Maiziere, que estava num voo para Nova Iorque irá voltar de imediato à Alemanha para acompanhar as operações de perseguição aos três suspeitos, anunciou entretanto o governo alemão.

A polícia de Munique colocou em "alerta terrorista elevado" a cidade alemã, na sequência do tiroteio num centro comercial que terá vitimado pelo menos oito pessoas, abatidas por três homens armados que se encontram em fuga.

A gare de Munique foi evacuada e os serviços de metro, autocarro e trens foram suspensos por ordem da polícia.