Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Jornalista russo morre em explosão na Ucrânia

  • 333

ROMAN PILIPEY/REUTERS

O carro que era conduzido pelo jornalista Pavel Sheremet explodiu no centro de Kiev

O jornalista russo Pavel Sheremet morreu esta quarta-feira numa explosão do carro que conduzia, no centro de Kiev, na Ucrânia, informou o jornal online Ukrainska Pravda.

A explosão ocorreu por volta das 7h45 (5h45 em Lisboa), no cruzamento das ruas Bogdan Jmelnitski e Iván Frankó, minutos depois de o jornalista ter deixado a sua residência.

Sheremet, de 44 anos, nascido em Minsk, era um conhecido jornalista com uma destacada trajetória profissional na Bielorrússia e Rússia e estava radicado em Kiev há cinco anos.

O automóvel em que se deslocava pertence à diretora do “Ukrainska Pravda”, Yelena Pritule, que não se encontrava a bordo do veículo no momento da explosão.

A polícia não avançou nenhuma versão sobre as possíveis causas da explosão.

Sheremet começou a sua carreira profissional no início dos anos 1990 na televisão bielorussa e em 1996 foi nomeado correspondente-chefe da televisão pública da Rússia em Minsk.

Crítico acérrimo do presidente Bielorruso, Alexandr Lukashenko, em 1997 foi detido quando preparava uma reportagem sobre a situação na fronteira bielorusso-lituana e acusado de trabalhar ilegalmente como jornalista e de receber dinheiro dos serviços secretos estrangeiros.

Sheremet foi condenado então a dois anos de prisão pela Justiça bielorrussa, mas recuperou a liberdade após três meses de reclusão, graças às pressões da Rússia, escreve a agência noticiosa Efe.