Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Daesh castiga os prisioneiros que têm fracos conhecimentos do Islão

  • 333

Após a reconquista da região da cidade síria de Manbij, um repórter da BBC teve acesso a um dos locais onde o autoproclamado Estado Islâmico (Daesh) mantinha e torturava prisioneiros

Dentro do edifício que era usado pelo Daesh como prisão, na região da cidade síria de Manbij, o repórter da BBC encontrou uma série de formulários utilizados pela organização para avaliar os detidos em termos dos seus conhecimentos do Islão, os que ficavam mal classificados seriam alvo punições e tortura.

As indicações sobre o local foram lhe dadas por combatentes curdos, após o Daesh ter perdido o controle da região.

Nas celas de reduzidas dimensões eram mantidas entre “10 a 15 pessoas”, segundo lhe foi relatado. Um buraco no chão era usado no mesmo recinto era usado para fazerem as necessidades fisiológicas.

Depois, existiam ainda pequeníssimas células solitárias cujo espaço exíguo apenas permitia a que fosse ali colocado permanecer em pé ou sentado.