Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

É oficial: Trump é o candidato Republicano à Casa Branca

  • 333

MARK KAUZLARICH/ Reuters

O milionário atingiu o minímo de 1237 votos necessários para garantir a nomeação do partido

Donald Trump é oficialmente o candidato Republicano às presidenciais norte-americanas. Esta terça-feira, o milionário foi eleito pelos delegados na Convenção Nacional do partido, que decorre em Cleveland. Foi a confirmação que já quase todo o mundo esperava.

À hora de publicação desta notícia, Trump já reunira 1655 votos (precisa apenas de 1237 para assegurar a nomeação). Apesar de se ter afastado da corrida e ter suspendido a campanha eleitoral, Ted Cruz conseguiu recolher quase 500 votos.

Foi com a divulgação dos votos do estado de Nova Iorque, de onde Trump é natural, que o republicano ultrapassou a meta dos 1237.

“É uma honra ser capaz de atirar Donald Trump para o topo da contagem de delegados, com 89 votos”, disse DonalTrump Jr, filho do candidato, que esta noite esteve encarregue de submeter na convenção os resultados de Nova Iorque. “Parabéns pai, nos adoramos-te”, disse, ladeado pelo três irmãos, Ivanka, Eric e Tiffany.

Hillary Clinton, através do Twitter, foi uma das primeiras as regir à nomeação de Trump.

A tentativa de rebelião

Para tentar travar a candidatura do magnata populista, um grupo de estados tentou forçar uma votação estado-a-estado sobre as regras da convenção, uma tentativa de rebelião que parece ter apanhado a campanha de Trump de surpresa mas que, apesar disso, foi travada.

A tentativa de golpe contra o candidato com mais delegados angariados durante as primárias (que está sozinho na disputa pela nomeação republicana desde maio) demonstra, acima de tudo, que o senador Ted Cruz não está disposto a desistir das suas aspirações presidenciais. Se não nestas, nas eleições de 2020, nota a CNN, sobretudo pelo facto de terem sido os representantes daquele estado, pelo qual o evangélico é senador, a mobilizar outros para a barricada anti-Trump.

Perante a recusa dos organizadores do evento e dos membros da campanha de Trump em atenderem às exigências do grupo de delegados, a Convenção ficou dominada por uma barafunda e zaragatas quase inéditas num encontro partidário de preparação das eleições.