Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mais de 7.500 detidos após tentativa de golpe de Estado na Turquia

  • 333

Militares durante as buscas por suspeitos de encolvimento de tentiva do golpe de Estado

KENAN GURBUZ/ Reuters

Entre os detidos estão mais de seis mii militares, 755 magistrados e 100 agentes da polícia, disse o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim. O número total de mortos é de pelo menos 308

Mais de 7.500 pessoas foram detidas no âmbito do inquérito à tentativa de golpe de Estado na Turquia, afirmou esta segunda-feira o primeiro-ministro Binali Yildirim.

Entre os 7.543 suspeitos em detenção preventiva, contam-se 6.038 militares, 755 magistrados e 100 agentes da polícia, afirmou o chefe do Governo turco. O número total de mortos é de pelo menos 308, disse.

No final de uma reunião do conselho de ministros em Ancara, Binali Yildirim garantiu que os golpistas iam "prestar contas", mas "no âmbito do direito".

"Vamos pedir contas por cada gota de sangue derramada", prometeu o primeiro-ministro turco, sublinhando que Ancara ia "atuar no âmbito do direito", ao mesmo tempo que, em Bruxelas, UE e Estados Unidos pediam à Turquia para respeitar o Estado de direito.