Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pelo menos seis civis mortos e 100 feridos na tentativa de golpe na Turquia

  • 333

Os números são avançados pela estação CNNTürk, com base num balanço do Hospital Haydarpasa Numune

Pelo menos seis civis morreram e cem outros ficaram feridos em Istambul durante o caos gerado, esta noite, pela tentativa de golpe militar posta em marcha na Turquia, informam esta sexta-feira os meios de comunicação social locais.

Segundo a emissora CNNTürk, no Hospital Haydarpasa Numune foram contabilizados pelo menos seis mortos e aproximadamente uma centena de feridos.

Os meios de comunicação social turcos indicaram que militares dispararam contra a multidão que protestava contra a intentona e tentava atravessar uma das pontes que unem a parte asiática da cidade à europeia, e que havia sido tomada pelos golpistas.

Foram ainda contabilizados pelo menos 12 feridos, incluindo dois em estado grave, na sequência do bombardeamento do parlamento turco, em Ancara, por parte dos rebeldes.

Também na capital foram mortos 17 polícias numa explosão na sede das forças especiais.

Além disso, a emissora pública TRT assegura que cinco militares golpistas que participaram na ocupação da sua sede foram neutralizados por um grupo de civis.

Tanto Ancara como Istambul foram palco de fortes explosões e tiroteios na sequência da tentativa de golpe de Estado que decorre na Turquia, havendo informações pouco precisas ainda sobre o atual ponto de situação.

A imprensa adiantou ainda que a Força Aérea interveio para combater os golpistas e que um helicóptero já foi abatido.
O Serviço de Inteligência Turca (MIT) anunciou que fracassou a tentativa de golpe de Estado, admitindo que ainda persistem algumas bolsas de resistência por parte dos militares.

Em paralelo, pouco antes da chegada do Presidente da Turquia, o islamita Recep Tayyip Erdogan, hoje, a Istambul, o porta-voz da presidência também deu por terminada a tentativa de golpe de Estado.