Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Do Papa a Merkel: líderes mundiais repudiam atentado

  • 333

Franco Origlia / Getty Images

O Papa Francisco expressa a sua “solidariedade para com as vítimas”, Anbgela Merkel reage com “estupefação”, Jean-Claude Junker mostra-se “profundamente afetado“, Rajoy condena o “atentado execrável” e Boris Johnson afirma estar “chocado“ e “triste”. O mundo reage ao atentedo de Nice.

O Papa expressou esta manhã a sua "solidariedade com o sofrimento das vítimas e de todo o povo francês" por causa do atentado de quinta-feira em Nice, em que morreram pelo menos 84 pessoas.

A rádio da Santa Sé acrescenta que o Vaticano seguiu "com enorme preocupação as terríveis notícias que chegaram de Nice" durante a noite e madrugada. "Condenamos da forma mais absoluta todas as manifestações de loucura homicida, de ódio, de terrorismo, de ataque à paz", acrescentou a emissora.

DAMIR SAGOLJ / EPA

Na Mongólia, à margem da cimeira Europa-Ásia, a chefe do Governo da Alemanha, Angela Merkel exprimiu também a sua solidariedade com a França na luta contra o terrorismo. "A Alemanha está ao lado da França na luta contra o terrorismo", afirmou a chanceler, sublinhando: "As palavras são insuficientes para dizer aquilo que nos une aos nossos amigos franceses".

Angela Merkel referiu ainda a "estupefação" com que recebeu a notícia do atentado.

NG HAN GUAN / Reuters

Já o presidente da Comissão Europeia Jean-Claude Juncker diz que a França pode contar com o apoio da instituição e com o dos outros países-membros da União Europeia contra o terrorismo.

"A nossa determinação [em lutar contra o terrorismo], dentro e fora da UE, permanece firme, tal como a nossa unidade", assinala Juncker, em comunicado.

Em Madrid, Mariano Rajoy condenou o "atentado execrável" e, através da sua conta no Twitter, apresentou as condolências ao povo francês.

Também o novo ministro dos Negócios Estrangeiros britânico Boris Johnson afirma estar "chocado" e "triste" com o atentado. Através da sua conta na rede social Twitter, o chefe da diplomacia britânica manifesta o seu profundo pesar pelos "terríveis acontecimentos em Nice" e pela "perda de vidas".

Boris Johnson indicou também estar em contacto com as autoridades daquela cidade francesa para reunir mais informação sobre o ataque e comunicou a sua disponibilidade para ajudar os colegas franceses.

Ainda em Londres, um porta-voz da residência oficial de Downing Street disse que a primeira-ministra britânica Theresa May foi já colocada a par dos acontecimentos.