Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

EUA tentam acalmar águas do mar da China

  • 333

JAY DIRECTO/AFP/Getty Images

Tensões aumentaram após a decisão desta semana do Tribunal de Haia a favor das Filipinas, que considerou que Pequim não tem “direitos históricos” sobre grande parte do Mar do Sul da China

Na sequência da deliberação do Tribunal Arbitral de Haia esta terça-feira a favor das Filipinas - que anunciou que Pequim não tem “direitos históricos” ao controlo exclusivo sobre o Mar do Sul da China - os Estados Unidos estão a utilizar diplomacia silenciosa para acalmar os ânimos da região.

A China reforçou que não reconhece a autoridade do Tribunal de Haia sobre as disputas territoriais, apesar da posição da Filipinas, Vietname, Malásia e outras nações asiáticas. As Filipinas apelaram hoje a Pequim para que respeitasse a decisão do tribunal internacional, ameaçando levar a questão à cimeira Ásia-Europa (ASEM) que tem início esta sexta-feira na Mongólia. Já Pequim prometeu “uma resposta determinada” a todos os “atos de provocação” contra os seus interesses de segurança na região.

“Queremos acalmar os ânimos na região para que este tema possa ser abordado de forma racional e não emocional”, sublinhou à Reuters uma fonte oficial do Governo norte-americano. A mesma fonte adianta a informação referindo-se a um conjunto de mensagens diplomáticas privadas (enviadas a partir de embaixadas norte-americanas e missões diplomáticas em Washington ou dirigidas a funcionários de topo norte-americanos), sublinhando que os EUA não estão a tentar formar uma coligação, juntamente com países da região, contra a China.

No entanto, e no caso da diplomacia silenciosa falhar e as tensões escalarem na região, os EUA estão preparados para a controlar militarmente com forças aéreas e navais.

A China reivindica a soberania sobre cerca de 85% das águas do mar do Sul da China, alegando ter sido a primeira a descobrir e explorar a região. Esta é uma região estratégica em termos militares e económicos, onde se encontram importantes bolsas piscatórias e que se acredita que seja rico em recursos energéticos.

  • China rejeita sentença sobre soberania do Mar do Sul da China

    Tribunal de Haia ditou esta terça-feira que quase todas as reivindicações marítimas de Pequim sobre o importante corredor do Pacífico são ilegítimas e não respeitam tratados da ONU. Regime chinês diz que mantém “direito histórico” e que está a ponderar criar zona de identificação aérea sobre as ilhas disputadas com as Filipinas