Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

RAI pede desculpa pelo “excesso de pudor” que levou a corte de cena gay

  • 333

A cena da série norte americana “Como Defender um Assassino”, que havia sido exibida quando o episódio fora apresentado num canal italiano por cabo, já não surgiu na transmissão do canal público italiano

Os responsáveis da televisão pública italiana RAI pediram desculpa pelo “excesso de pudor” que levou a que tivessem retirado uma cena gay do episódio da série norte americana “Como Defender um Assassino” (“How to Get Away With Muder”), transmitido durante este fim de semana.

O pedido de desculpas surgiu após o caso ter gerado uma onda de indignação nas redes sociais, com a própria produtora executiva da série Shonda Rhimes a condenar no Twitter a atuação da RAI declarando que “a censura de qualquer tipo de amor é inaceitável”.

O episódio em causa fora anteriormente exibido em Itália pelo canal de cabo Fox sem o polémico corte. O ativista dos direitos dos homossexuais Mario Mieli afirmou tratar-se de um ato de homofobia, pois foram mantidas as cenas de amor heterossexuais, defendendo mesmo que o assunto seja levado ao Parlamento italiano.

Os responsáveis da estação negaram, contudo, ter-se tratado de um ato de censura, referindo que a decisão do corte da cena foi tomada de forma isolada, por um funcionário que não consultou ninguém sobre o assunto. “Como é demonstrado pelas nossas escolhas para a nova programação, a RAI-2 estará cada vez mais sensível às complexidades do mundo contemporâneo”.