Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Consulado norte-americano em Jeddah alvo de atentado suicida falhado

  • 333

BILAL QABALAN

Dois agentes da polícia saudita sofreram ferimentos ligeiros ao impedirem avanço do bombista suicida, que morreu no ataque falhado desta segunda-feira, feriado nacional nos EUA em que os norte-americanos celebram o Dia da Independência

Um bombista suicida morreu esta segunda-feira num ataque falhado ao consulado dos Estados Unidos na cidade saudita de Jeddah, fazendo-se explodir quando foi abordado por membros das forças de segurança no checkpoint que protege a infraestrutura diplomática, avançou o Ministério do Interior.

A polícia responsável pela segurança do consulado suspeitou de um homem que estava sozinho no parque de estacionamento do hospital Dr. Suleiman Faqeeh, localizado diante da missão diplomática dos Estados Unidos em Jeddah. Ao aproximarem-se do homem para o interrogarem, "ele detonou o cinto de explosivos no parque de estacionamento do hospital", ferindo ligeiramente os dois agentes da polícia, avançou o Ministério.

O ataque falhado aconteceu pelas 2h15 da madrugada, hora local, desta segunda-feira, 4 de julho, feriado nacional nos EUA, em que os norte-americanos celebram a sua independência, e ainda não foi reivindicado por qualquer grupo. De acordo com fontes das forças de segurança à Al-Jazeera, uma investigação já está em curso e algumas pessoas estão a ser interrogadas por suspeita de ligações ao ataque.

Em comunicado, o consulado norte-americano que era o alvo do atentado diz que nenhum dos seus funcionários foi morto ou ferido no ataque, acrescentando que a embaixada dos EUA em Riade, a capital da Arábia Saudita, está em contacto com as autoridades do país para investigar o incidente.