Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Canadá estuda BI sem indicação de género

  • 333

Ian Willms/GETTY

Primeiro-ministro canadiano diz que o Governo está a procurar as “melhores opções” com vista à introdução do género neutro nos cartões de identificação

Tudo em nome da igualdade de género. Depois de o Parlamento canadiano ter votado a favor da alteração da letra do hino nacional, o chefe do Governo anunciou, este domingo, que está a estudar a hipótese de o bilhete de identidade ter também como opção o género neutro.

Justin Trudeau adiantou que o Executivo canadiano está a procurar as “melhores opções” e a estudar a jurisdição existente, tendo em conta esse objetivo. “Isso é parte do grande arco da história a caminhar para a justiça”, declarou o primeiro-ministro canadiano, citado pela estação CP24. Caso esta medida avance, o Canadá junta-se a países como a Nova Zelândia, Austrália ou Nepal a incluir o género neutro nos cartões de identificação.

Relativamente à sua participação na parada Gay, em Toronto, Trudeau desvalorizou a importância de marcar presença no evento enquanto primeiro-ministro, frisando que há vários anos que faz questão de se juntar à marcha em defesa dos direitos da comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgéneros.) O governante canadiano percorreu o trajeto com uma bandeira do Canadá com as cores do arco-íris da bandeira LGBT e por várias ocasiões posou para fotografias com outro participantes da marcha.

As ideias liberais do primeiro-ministro canadiano incluem o direito ao aborto e a legalização da venda e consumo de marijuana – que entrará em vigor no próximo ano. No mês passado, o Parlamento canadiano aprovou com 225 votos a favor e 74 contra a alteração o hino nacional, invocando a necessidade de salvaguardar a igualdade de género. O excerto da letra “em todos vossos filhos comanda” foi substituído por “em todos nós comanda.”