Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Atentado em Bagdade já provocou 125 mortes

  • 333

ALI ABBAS / EPA

Um carro armadilhado explodiu esta madrugada no centro da capital iraquiana. A segunda explosão ocorria pouco depois na zona mais oriental de Bagdade. Mais de 200 pessoas ficaram feridas e o número de mortos não para de aumentar

Um carro armadilhado explodiu esta madrugada no bairro comercial de Karrada, no centro da capital iraquiana, em frente a uma conhecida loja de gelados - onde, segundo a agência EFE, estaria uma grande concentração de pessoas a fazer compras no final do mês sagrado do Ramadão. Pouco depois, registava-se uma segunda explosão na zona mais oriental de Bagdade.

Pelo menos 125 pessoas morreram na sequência das explosões, entre as quais 25 crianças, e mais de 200 ficaram feridas. As autoridades ainda não deram por concluída a contagem do número de vítimas.

O primeiro ataque já foi reivindicado pelo autodenominado Estado Islâmico (Daesh), através de comunicado, segundo avança a Reuters. O movimento terrorista sublinhou que um dos seus bombistas-suicidas tinha como alvo uma concentração de xiitas, segundo realça a SITE, rede de monitorização de movimentos jiadistas.

Os atentados ocorrem uma semana depois das forças iraquianas terem reconquistado Falluja aos militantes do Daesh. O Iraque tem presenciado uma onda de atentados e violência desde junho de 2014, quando o Daesh conseguiu assegurar sob o seu controlo zonas do norte e oeste do país.

Só em junho, segundo dados da missão da ONU no Iraque, 662 iraquianos morreram e 1457 ficaram feridos em atos de violência, terrorismo e na sequência do conflito no país.

Notícia atualizada às 18h11