Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Polícia francesa investiga novas ameaças de morte contra o “Charlie Hebdo”

  • 333

BENOIT TESSIER/REUTERS

“As mensagens dão a ideia de que vários membros da equipa editorial [do jornal satírico] poderão ser assassinados”, diz fonte próxima da investigação ao “Le Parisien”

As autoridades francesas estão a investigar novas ameaças de morte contra a equipa do jornal satírico "Charlie Hebdo", com uma fonte próxima dessa investigação a avançar ao jornal "Le Parisien" que a primeira das ameaças foi feita na wall de Facebook do jornal antes de um desconhecido a ter removido e que a investigação foi aberta no passado dia 22 de junho.

O autor dessa primeira ameaça dizia que vários membros da equipa editorial do "Charlie Hebdo" iam ser alvos de um ataque. Uma segunda ameaça semelhante foi feita diretamente ao diretor da publicação poucos dias depois.

"As mensagens elevaram a ideia de matar vários membros da equipa editorial, outra vez", disse a fonte, em referência ao ataque de 7 de janeiro de 2015 à redação do jornal em Paris, levado a cabo pelos irmãos Saïd e Chérif Kouachi, que abateram 11 pessoas a tiro e feriram outras 11.

Desde esses ataques, o jornal está sob segurança reforçada e, de acordo com o "the Local", a redação, que até ao fatídico dia estava localizada no edifício do jornal "Libération", foi mudada para uma localização secreta.