Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pelo menos 38 mortos em explosões no aeroporto de Istambul

  • 333

SEDAT SUNA/EPA

Há pelo mais de 100 feridos, seis em estado grave. Três homens dispararam e depois fizeram-se explodir junto à entrada do terminal internacional

Pelo menos 38 mortos e mais de 100 feridos em explosões no aeroporto de Istambul, na Turquia. Segundo a CNN-Turk, que cita o Ministério da Justiça, três homens começaram a disparar e, em seguida, fizeram-se explodir, esta terça-feira.

Entre os feridos, seis pessoas estão em estado grave. Foram levados para o hospital em carros particulares ou táxis que se encontravam nas imediações do aeroporto.

Os primeiros números apontavam para dez mortos, mas mais tarde o governador de Istambul confirmou que aumento das vítimas mortais e e lembrou que o número poderá crescer nas próximas horas.

Pouco passava das 22h (20h em Lisboa), quando os primeiros disparos se fizeram ouvir junto à entrada do terminal internacional Ataturk de Istambul, que se localiza no lado europeu da cidade e a cerca de 20 km do centro histórico.

As autoridades turcas evacuaram o aeroporto, acrescenta Reuters.

Nenhuma das explosões aconteceu dentro do edifício do aeroporto. Segundo o ministro da Justiça, Bekir Bozdag, citado pela CNN, um dos bombistas “primeiro começou a disparar com uma Kalashnikov e, em seguida, ambos fizeram-se explodir”.

Os atacantes foram barrados na primeiro controlo de segurança do aeroporto, tendo a polícia ainda disparado contra os dois suspeitos numa tentativa de os neutralizar.

As duas explosões aconteceram em locais distintos, ainda antes do local de check in. Nenhuma das explosões aconteceu dentro do edifício do aeroporto.

“Foi muito forte, todas as pessoas entraram em pânico e começaram a correr para todos os lados”, disse uma delas à CNN-Turk.

As partidas do aeroporto foram canceladas e os passageiros foram transferidos para hotéis, informou um funcionário da Turkish Airleines, citado pela agência Reuters.

O aeroporto Ataturk de Istambul, além do terminal internacional, tem um doméstico e um de cargo. Em média, passam por ali, mais de 50 milhões de passageiros anualmente.

A Turquia tem sido palco, desde o ano passado, de uma série de atentados terroristas, atribuídos aos rebeldes curdos e ao autoproclamado Estado Islâmico (Daesh).

  • Português no aeroporto de Istambul relata o que aconteceu

    Marcos Barros estava no Aeroporto de Istambul quando se deram as explosões. O português relata os acontecimentos: ouviu aquilo que pareceu um tiro, seguido de explosões. Conseguiu esconder-se numa loja com a esposa e ambos estão bem. Ninguém consegue sair do aeroporto e o português diz que há falta de informação, e por isso as pessoas sentem-se inseguras para sair