Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Síria: 25 crianças mortas num só dia

  • 333

DELIL SOULEIMAN/ Getty Iamges

A denúncia é feita pela UNICEF, que lamenta que os atentados à vida dos mais novos se tenham “tornado comuns”. Cerca de 80% das crianças sírias são afetadas pelo conflito que já dura há cinco anos no país

Só este sábado morreram 25 crianças na Síria. 25 crianças que deviam estar na escola ou a brincar com os amigos. 25 crianças que deviam estar em segurança. 25 crianças que foram, tal como outras 470 mil pessoas, vítimas da guerra naquele país. O conflito já dura há mais de cinco anos e todos os dias tira vidas. Num comunicado publicado, este domingo, pela Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) são denunciados três ataques aéreos em zonas “fortemente povoadas”.

“Nada justifica ataques a crianças - independentemente de onde estão ou sob que regime vivem. A UNICEF lamenta estes ataques e apela a todas as partes do conflito para manterem as crianças fora de perigo”, fez saber a UNICEF. “Entre a intensificação da violência, os ataques a crianças na Síria tornaram-se comuns, o que demonstra o desprezo pelas suas vidas”, acrescentou.

Os três ataques deste sábado aconteceram na cidade de al-Quriyah, uma zona rural em Deir-ez-Zor, a este da Síria. Um deles foi perpetuado junto a uma mesquita em plena hora de oração. “O pessoal médico teve de retirar os corpos das crianças do meio das ruínas”, descreve a agência das Nações Unidas.

Segundo a organização quase quatro milhões de crianças sírias nasceram durante o conflito, ou seja, uma em cada três crianças não conhece a vida além da guerra. Num balanço feito o ano passado, a UNICEF estimava que “No total, cerca de 8.4 milhões de crianças, (mais de 80 por cento da população infantil síria), sejam afetadas pelo conflito no interior do país ou como refugiadas”.