Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Jeremy Corbyn faz finca-pé e anuncia novo gabinete após 16 demissões

  • 333

Matt Cardy/GETTY

Líder do Partido Trabalhista britânico recusa-se a abandonar o cargo apesar das pressões para assumir a derrota no referendo à União Europeia, que na quinta-feira ditou a saída do Reino Unido do bloco

O líder do Partido Trabalhista apresentou esta segunda-feira o seu novo governo-sombra, após a onda de resignações dentro do seu partido em protesto contra o facto de se recusar a abandonar a liderança da formação de centro-esquerda.

Entre a passada quinta-feira, quando 52% dos britânicos votaram a favor da saída do Reino Unido da União Europeia no antecipado referendo ao Brexit, e esta segunda-feira, 12 membros do seu gabinete e quatro ministros-sombra demitiram-se, com a maioria a criticar os falhanços de Jeremy Corbyn durante a campanha pela permanência do país no bloco dos 28.

Corbyn disse lamentar as demissões mas voltou a garantir que vai manter-se na liderança do principal partido da oposição britânica e que pretende ser recandidato ao lugar que ocupa em caso de novas primárias. É esperado que os deputados do Labour discutam hoje uma moção de não-confiança contra o seu líder.

No domingo, 12 dirigentes do Partido Trabalhista apresentaram a sua demissão em reação ao despedimento de Hillary Ben, o porta-voz do partido para a Política Externa, tido como um dos homens mais experientes do gabinete de Corbyn. Esta segunda-feira, a lista foi engrossada por Diana Johnson, ministra-sombra dos Negócios Estrangeiros, Anna Turley, da Sociedade Civil, Toby Perkins, da Defesa, e Wayne David, responsável pelas áreas da Justiça e da Escócia no gabinete-sombra da oposição.

  • Terramoto Brexit arrasa partido Trabalhista

    O domingo amanheceu cinzento para o partido Trabalhista britânico, que foi acordado por duas demissões. O líder Jeremy Corbyn tirou o tapete ao responsável pela pasta dos Negócios Estrangeiros do seu partido, Hillary Benn, e agora arrisca-se a ficar sem metade dos seus ministros-sombra