Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Draghi triste com a saída “dos amigos britânicos”

  • 333

JOHN THYS/ Getty Images

O presidente do Banco Central Europeu considerou que a palavra “tristeza” é a que melhor exprime o sentimento relativo ao Brexit

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, considerou esta segunda-feira que a palavra "tristeza" é aquela que melhor exprime o sentimento reinante na Europa acerca da saída do Reino Unido da União Europeia.

"Vamos deixar as circunstâncias extraordinárias em que nos encontramos, que envolvem os nossos amigos britânicos e toda a União Europeia. Tentei encontrar uma palavra que defina os nossos sentimentos: provavelmente, a melhor é 'tristeza', que todos temos aqui", afirmou o responsável.

"Vamos deixar tudo isto de lado e centrarmo-nos no nosso Fórum do BCE", reforçou Draghi no discurso de boas-vindas do fórum da instituição, que hoje arrancou em Sintra, Lisboa.

O BCE volta a reunir em Sintra, durante três dias, algumas das mais influentes personalidades do mundo da política monetária para debater o futuro económico, monetário e financeiro internacional no rescaldo do 'Brexit'.

O presidente do BCE, Mario Draghi, deu já início aos trabalhos, com um discurso num jantar de boas-vindas às dezenas de economistas e responsáveis internacionais que participam no 'ECB Forum on Central Banking'.

Dedicado este ano ao 'Futuro da arquitetura monetária e financeira internacionais", o Fórum do BCE juntará várias personalidades com responsabilidades políticas poucos dias depois de o Reino Unido ter decidido, na quinta-feira, deixar a União Europeia.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido deve sair da UE, depois de o 'Brexit' (nome como ficou conhecida a saída britânica da União Europeia) ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira.

Logo na sexta-feira, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou a sua demissão, com efeitos em outubro, e os líderes da UE defenderam uma saída rápida do Reino Unido.

O Conselho Europeu reúne-se na terça e na quarta-feira em Bruxelas para analisar os cenários pós-Brexit.