Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump vaiado na Escócia durante visita a campo de golfe

  • 333

CARLO ALLEGRI/ getty Images

Os manifestantes colocaram-se numa colina enquanto cantavam e exibiam bandeiras gay com as cores do arco-iris, bem como bandeiras mexicanas

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Donald Trump foi este sábado vaiado por manifestantes com bandeiras mexicanas e com as cores do arco íris, quando visitava um dos seus campos de golfe na costa escocesa.

Os manifestantes colocaram-se numa colina com vista para o Trump International Golf Links, perto da localidade de Balmedie, e enquanto uma equipa do milionário norte-americano tentava afastar os jornalistas, cantavam e exibiam bandeiras 'gay' com as cores do arco-iris, bem como bandeiras mexicanas.

O protesto pretendia contestar a intenção de Trump construir um muro na fronteira com o México para lutar contra a imigração clandestina.
"Quero que os jornalistas americanos vejam isto", declarou um habitante local, David Milne, à agência noticiosa francesa AFP, explicando que as bandeiras são uma forma de mostrar "solidariedade" com os mexicanos.

"Se ele se tornar presidente, os Estados Unidos vão estar em guerra na semana seguinte e vão a falência depois. Esse homem é um imbecil", acrescentou ao telefone.

Trump, por seu lado, comparou os manifestantes aos seus antigos rivais na corrida à investidura republicana e declarou: "Não é grave, venci-os".

Questionado sobre a falta de apoio dos dirigentes europeus e as críticas que alguns lhe dirigiram devido às suas posições sobre os muçulmanos, mostrou-se indiferente.

Tanto faz, não é importante. Vou dizer-vos quem é que me apoia, é o povo americano e isso conta para mim", afirmou.

Na sexta-feira, Trump inaugurou a reabertura de outro dos seus campos de golfe, em Turnberry, na costa leste da Escócia, no dia em que o Reino Unido foram anunciados os resultados do referendo que decidiu o "Brexit" da União Europeia.

"Penso que é extraordinário. É fantástico", declarou, a propósito da saída dos britânicos.

Esta é a primeira visita ao estrangeiro de Trump desde que ganhou as primárias do partido Republicano na corrida à Casa Branca.