Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Moody's passa Reino Unido de “estável” para “negativo”

  • 333

Apesar da avaliação desta agência de notação financeira, a DBRS reafirmou a perspetiva “estável” à credibilidade creditícia britânica

As agências de notação financeira Moody's e DBRS reagiram de forma diferente ao resultado do referendo britânico sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, que concluiu com a vitória da saída, o designado 'Brexit'.

A primeira degradou a sua perspetiva sobre a qualidade creditícia do Reino Unido, de 'estável' para 'negativa', o que significa que o rating, que está em 'Aa1', pode vir a ser descido em breve.

Já a DBRS reafirmou o triplo A atribuído ao Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, reafirmando igualmente a perspetiva de 'estável' das notações atribuídas à credibilidade creditícia britânica.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair a União Europeia (UE), depois de o 'Brexit' ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, cuja taxa de participação foi de 72,2%.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou já a sua demissão com efeitos em outubro.

As principais bolsas europeias abriram hoje em forte queda, com a bolsa de Londres a descer perto dos 8%, mantendo-se ao início da tarde com perdas entre os 4% e os 10%.

Numa primeira reação, os presidentes das instituições europeias (Comissão, Conselho, Parlamento Europeu e da presidência rotativa da UE) defenderam um 'divórcio' o mais rapidamente possível, "por muito doloroso que seja o processo".