Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Juncker “muito satisfeito” com o governo grego

  • 333

Jean-Claude Juncker abraça o Presidente grego Prokopis Pavlopoulos

YANNIS KOLESIDIS / EPA

Presidente da Comissão Europeia, de visita a Atenas, assegurou nunca ter entendido a lógica "absurda" daqueles que pediam a saída da Grécia do euro e por isso, tudo fez para evitá-lo

O presidente da Comissão Europeia (CE), Jean-Claude Juncker, disse esta terça-feira em Atenas que está "muito satisfeito" com o trabalho realizado pelo governo grego, sublinhando que a "Grécia e a Europa caminham lado a lado".

Juncker fez estas declarações após a reunião com o presidente grego, Prokopis Pavlópulos, que por sua vez agradeceu o facto de a Comissão Europeia ter defendido a permanência da Grécia na Zona Euro e assim ter preservado a unidade da Europa.

"A Grécia não pode estar sem a Europa, nem a Europa sem a Grécia", assinalou Pavlópulos.

Juncker assegurou nunca ter entendido a lógica "absurda" daqueles que pediam a saída da Grécia do euro e por isso, tudo fez para evitá-lo.

"No final ganhámos nós e a Grécia apostou em seguir o caminho do crescimento", disse.

As declarações de ambos foram uma clara referência ao Reino Unido, apenas Pavlópulos mencionou explicitamente o referendo que se regista na quinta-feira.

O presidente grego manifestou a sua esperança de que o Reino Unido opte por permanecer na União Europeia e assegurou que os gregos apostaram num caminho de grandes sacrifícios que devem ser feitos.

No entender de Pavlópulos, o Reino Unido deve perceber que pertencer a uma família europeia "é uma honra", mas também implica "obrigações".

Após a reunião com Pavlópulos, o presidente da CE será recebido pelo primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e à tarde será convidado de honra da assembleia anual da confederação da Indústria.