Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Três homens acusados de crimes de terrorismo na Bélgica

  • 333

LAURIE DIEFFEMBACQ/AFP/Getty Images

O governo belga decidiu manter o segundo nível mais alto de ameaça terrorista, o que significa que o risco de um atentado é “possível” e “provável”

As autoridades belgas anunciaram este sábado que três indivíduos foram acusados de “tentativa de assassinato através de atos terroristas”.

Os três homens faziam parte do grupo de 12 pessoas que foram detidas na sexta-feira numa operação antiterrorista na Bélgica –onde foram feitas 40 buscas domiciliárias em 6 comunas do país – sendo suspeitos de pertencerem a uma célula jiadista que se preparava para realizar atentados durante o jogo do Euro2016, entre a Bélgica e a Irlanda. Os outros nove detidos foram libertados, após serem interrogados pela polícia.

Segundo a procuradoria belga, esta ação foi bem sucedida, na sequência de resultados da investigação que indicaram que era necessária uma “intervenção imediata” face à possibilidade de um ataque “muito próximo”.

O governo belga decidiu, entretanto, manter o segundo nível mais alto de ameaça terrorista, o que significa que o risco de um atentado é “possível” e “provável”. De acordo com o primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel, o país permanecerá “extremamente vigilante, hora a hora”, frisando que nas próximas horas serão tomadas medidas adicionais em teremos de segurança.

A Bélgica está em estado de alerta desde 22 de março, quando 32 pessoas morreram após três explosões no aeroporto de Zaventem e na estação de metro de Maelbeek, e Bruxelas.