Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Encontrada segunda caixa negra do avião da EgyptAir

  • 333

KHALED DESOUKI

Com a recuperação desta caixa, será possível aos especialistas acederem ao que ficou gravado nos computadores do avião

A segunda caixa negra do avião da EgyptAir, que se despenhou a 19 de maio no Mediterrâneo, foi recuperada. A informação foi avançada na manhã desta sexta-feira pelos responsáveis pela investigação. Agora deverá ser possível aceder a todas as gravações dos computadores do avião.

A segunda caixa, o Flight Data Recorder (FDR), regista os parâmetros de voo ao longo de 25 horas: velocidade, altitude, trajetória, etc.

Na quinta-feira já tinha sido encontrada a primeira caixa negra, o Cockpit Voice Recorder (CVR), embora com alguns danos. Este aparelho é fundamental para ajudar a explicar o provocou a queda, pois contém a gravação dos diálogos, sons e anúncios no cockpit.

Os investigadores estavam numa corrida contra o tempo, uma vez que as caixas negras por falta de energia deveriam deixar de emitir sinais a 24 de junho, momento a partir do qual seria ainda mais difícil encontrá-las.

O avião que fazia a ligação entre Paris e Cairo despenhou-se no dia 19 de maio perto das ilhas gregas, provocando a morte das 66 pessoas a bordo, uma delas portuguesa. Ainda não se sabem as causas da queda, mas os detectores de fumo terão sido acionados pouco antes do avião sair do radar e, antes de se despenhar, este terá feito um desvio na rota prevista de 90º para a esquerda e 360º para a direita.

As autoridades não descartam a hipótese de terrorismo, mas apontam erro técnico ou humano como as possibilidades mais prováveis.