Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

E vão três... Ministro do Turismo do Brasil pede demissão

  • 333

O prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes e o até hoje ministro brasileiro do Turismo Henrique Eduardo Alves

YASUYOSHI CHIBA / Getty Images

Henrique Eduardo Alves é o terceiro ministro de Temer a pedir a demissão na sequência de revelações no âmbito da operação Lava Jato

O ministro do Turismo brasileiro, Henrique Eduardo Alves, enviou esta quinta-feira uma carta ao presidente interino Michel Temer a apresentar o seu pedido de demissão. A informação foi confirmada aos media brasileiros pela assessoria de imprensa da Presidência da República.

A carta foi enviada um dia depois de terem sido divulgadas as declarações do ex-presidente da Transpetro (subsidiária da Petrobrás), Sérgio Machado, que acusa Alves de ter recebido subornos. Na declaração premiada (prestação de informações em troca de eventual redução de pena), Machado diz que serviu de intermediário para o pagamento de 1,55 milhões de reais (397,5 mil euros) em “doações eleitorais com recursos ilícitos” a Henrique Alves, entre 2008 e 2014. Machado acrescenta que o dinheiro teve na origem contratos entre a Queiroz Galvão e Galvão Engenharia com a Transpetro.

O antigo presidente da Câmara de Deputados Henrique Alves é a terceira baixa do Governo de Michel Temer, pouco mais de um mês de este ter chegado ao cargo.

Antes dele, o ministro do Planeamento Romero Jucá e o ministro da Transparência, Fiscalização e Controlo Fabiano Silveira saíram dos cargos que desempenhavam após a divulgação de declarações de Machado no âmbito da operação Lava Jato. Esta é a maior investigação de corrupção da história do país, que envolve crimes de desvio e lavagem de dinheiro através da petrolífera estatal Petrobrás.