Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Trump retira credenciais de imprensa ao “The Washington Post”

  • 333

MOLLY RILEY/GETTY IMAGES

Candidato republicano acusa o jornal de fazer uma cobertura da campanha “desonesta” e “incrivelmente inexata”

Se bem o anunciou, esta segunda-feira, melhor o fez. Donald Trump decidiu revogar as credenciais de imprensa atribuídas ao “The Washington Post”, sob a justificação de que o jornal tem feito um trabalho “falso e desonesto”.

Nas suas contas no Facebook e no Twitter, o milionário que está na corrida à Casa Branca acusa o diário “The Washington Post” de fazer uma cobertura da campanha “incrivelmente inexata”.

Trump ficou particularmente desagradado com o artigo publicado no jornal sobre a sua reação à resposta de Obama ao massacre deste fim de semana em Orlando.

“Donald Trump parece ligar o Presidente Obama ao tiroteio de Orlando”, escreveu o jornal em título, na notícia que manteve todo o dia na sua edição digital.

Em entrevista concedida ao canal Fox News, Trump afirmou que os EUA estão a ser “liderados por um homem que ou não é forte, ou não é inteligente, ou tem algo mais em mente”, comentários que o “The Washington Post” reproduziu.

Em comunicado, o gabinete de campanha de Donald Trump garante que o candidato convive bem com “notícias desfavoráveis”, mas estas têm de ser “honestas”.