Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Novas sondagens dão vantagem mais folgada ao “Brexit”

  • 333

Getty Images

Duas consultas às intenções de voto publicadas pelo “The Guardian” dão margem de 6% a favor da opção pela saída do Reino Unido da União Europeia. E na sua edição desta terça-feira, o jornal “The Sun” torna oficial a sua posição a favor do “Brexit”

Numa altura em que os defensores da saída do Reino Unido da União Europeia ganham terreno, com as sondagens a indicar a vantagem da opção pelo “Brexit”, o jornal “The Sun” junta-se oficialmente a esta posição e faz manchete com o jogo de palavras “BeLeave” (que associa acreditar e sair).

Na sua edição desta terça-feira, o maior tablóide britânico afirma que o país ficará “mais rico, seguro e livre” se abandonar Bruxelas, escolha que permitirá ainda “reafirmar a sua soberania”.

São más notícias para o primeiro-ministro, David Cameron, que já se viu forçado a endurecer o seu discurso, alertando para os riscos económicos associados à saída da Europa.

Duas novas sondagens publicadas pelo “The Guardian” dão também como certa a vitória dos defensores da saída do Reino Unido da União Europeia no referendo que se realiza no dia 23 de junho. Com uma margem folgada de seis pontos para o lado do “Brexit” — 53% contra 47% —, as duas consultas foram realizadas via telefone e via internet, apresentando um resultado idêntico.

“Estes resultados são consistentes com a maioria dos dados conhecidos nas últimas duas semanas, que mostram um certo enfraquecimento do campo favorável à permanência”, disse ao “The Guardian” John Curtice, professor da Universidade de Strathclyde.

No domingo, Cameron advertiu os reformados, uma das franjas da população mais favorável à saída da UE, de que os problemas financeiros que resultariam do “Brexit” poriam em risco as suas prestações sociais e a manutenção do poder de compra.

A possível vitória da opção pela saída do Reino Unido da UE está a afetar as bolsas europeias, que esta terça-feira abriram com quedas de entre 0,5% e 1,5%.