Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Noruega vai proibir venda de carros movidos a gasolina e a gasóleo até 2025

  • 333

Peter Macdiarmid

Jornal norueguês “Dagens Naeringsliv” avança que políticos da direita à esquerda chegaram a um consenso para que dentro de nove anos “100% dos carros do país” dependam exclusivamente de energias renováveis. Alguns representantes da direita já reagiram, garantindo que ainda nada está decidido

A Noruega prepara-se para se tornar no primeiro país do mundo a banir todos os veículos automóveis movidos a combustíveis fósseis durante a próxima década, mantendo a tendência pioneira que a tem colocado na vanguarda do progresso ecológico.

De acordo com uma notícia avançada na segunda-feira pelo jornal norueguês "Dagens Naeringsliv", legisladores da direita à esquerda já alcançaram conclusões concretas e um acordo para que, até 2025, todos os carros do país sejam movidos a energias renováveis.

A notícia, citada pelo britânico "The Independent", foi avançada sob o título "FRP vai remover todos os carros de gasolina", em referência ao partido de direita populista Framstegspartiet, ou Partido do Progresso, que atualmente integra a coligação de governo liderada pelo Partido Conservador. Alguns membros da direita reagiram ontem à manchete, dizendo que ainda nada está decidido nem nada foi confirmado.

Se a medida estiver de facto em estudo e for aprovada, terá enormes repercussões na economia norueguesa, que depende em larga medida da indústria do petróleo, sendo mais ambiciosa que a proposta introduzida pelo Partido Trabalhista no governo anterior de banir a venda de carros movidos a diesel e a gasolina até 2030.

De acordo com o mesmo jornal norueguês, os quatro partidos com assento parlamentar, que legislam em conjunto através de um sistema de representação proporcional, também terão alcançado um acordo para um novo imposto sobre a eletricidade — isto depois de terem feito da Noruega o primeiro país do mundo a comprometer-se com uma política de desflorestação zero.

Cerca de 24% dos carros noruegueses, o correspondente a um quarto do total de veículos automóveis, já são movidos a eletricidade, num país que é um dos maiores produtores de energias renováveis e cujo consumo de eletricidade depende em 99% de energia hidroeletrética.