Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Cameron pede aos eleitores mais jovens que se registem para contrariar subida do Brexit nas sondagens

  • 333

GETTY IMAGES

Prazo para britânicos se registarem para votar no referendo de 23 de junho termina esta terça-feira

O primeiro-ministro britânico publicou esta terça-feira no jornal “The Independent” um pedido aos eleitores para que se registem para votar, após três novas sondagens sugerirem que a maioria da população está a pender a favor da saída do Reino Unido da União Europeia a menos de duas semanas do referendo.

De acordo com números da Comissão Eleitoral britânica, mais de 1,35 milhões de pessoas pediram desde maio para se registar para poderem votar online no plebiscito, que acontece já a 23 de junho. Mais de metade delas — 763.183 — tem menos de 34 anos, integrando a faixa de população que tenderá a votar a favor da permanência no bloco europeu.

Na segunda-feira de manhã, perante uma nova sondagem da Opinium a prever a vitória do Brexit no referendo com uma vantagem de três pontos percentuais, que levou de imediato à queda da libra para o valor mais baixo das últimas três semanas, David Cameron voltou a alertar para os riscos que o país enfrenta fora do bloco dos 28. “Junte-se estas coisas todas — o choque do impacto, a incerteza e o impacto nas trocas comerciais — e é como pôr uma bomba debaixo da nossa economia”, declarou num evento de campanha.

Já hoje, o líder do Executivo assina um apelo aos leitores do “The Independent” para que se registem para votar, referindo que 7,5 milhões de pessoas ainda não o fizeram e que “quaisquer que sejam as suas opiniões, devem garantir que se registam”.

Nas entrelinhas do texto — onde o primeiro-ministro começa por sublinhar que, “dentro ou fora [da UE], os boletins depositados nas urnas pelo eleitorado britânico vão provar-se os mais importantes do último meio século” — fica a ideia de que mais defensores da UE têm de exercer o seu direito de voto, caso contrário a campanha Vote Leave vai certamente ganhar.

"Estimativas recentes sugerem que cerca de 1,5 milhões dos 6 milhões de residentes no Reino Unido com entre 18 e 24 anos de idade não estão registados, a juntar a um quarto dos oito milhões de residentes com idades entre os 25 e os 35", escreve o chefe do Executivo britânico, que lidera a campanha Better Together. "Aqueles que arrendam habitação e que mudam de casa regularmente têm menos probabilidades de se registar e é mais provável que sejam jovens. Outros jovens podem ter saído do registo eleitoral por causa de alterações no sistema de registo que entraram em vigor no ano passado. [...] Está agora a cargo dos mais jovens assumirem a responsabilidade do seu direito ao voto — um direito a que muitos concedem pouco crédito."

O prazo para registo junto da Comissão Eleitoral termina hoje, no mesmo dia em que três novas sondagens prevêem a vitória do Brexit dentro de semana e meia. De acordo com um inquérito do YouGov, 45% dos britânicos diz que vai votar pela saída da UE contra 41% que querem permanecer no bloco.

Uma outra sondagem da TNS coloca os apoiantes do Brexit dois pontos percentuais à frente dos defensores da UE, com 43% contra 41%. Já um inquérito do ICM junto de duas mil pessoas prevê um avanço mais substancial, aumentando ainda mais a pressão sobre a barricada pela permanência: entre esses inquiridos, 48% dizem que vão votar pela saída da UE em comparação com 43% que dizem ser contra o Brexit.