Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Wolfgang Tillmans faz campanha por um Reino Unido mais forte na Europa

  • 333

Um dos posters da campanha lançada por Tillmans

Desde final de maio que o fotógrafo alemão apela à rejeição do Brexit, pela permanência do país na União Europeia

Cristina Peres

Cristina Peres

Jornalista de Internacional

A campanha visa em primeiro lugar os jovens britânicos. Wolfgang Tillmans quer mobilizá-los a votarem no referendo de 23 de junho contra a saída do Reino Unido da União Europeia. O fotógrafo alemão, que teve patente, até final de abril, a exposição “No Limiar da Visibilidade”, na Fundação Serralves, decidiu envolver-se ativamente na campanha Britain Stronger in Europe (Reino Unido mais forte na Europa) contra a Vote Leave (Vote pela Saída). Argumenta com o seu envolvimento de toda a vida com o Reino Unido, o seu gosto pela cultura, música e pessoas do país a partir de onde desenvolveu a sua carreira internacional.

A passagem de “pessoa inerentemente política” a “pessoa abertamente política” deu-se nos últimos meses por meio da “observação da situação geopolítica” em sentido abrangente e pela “compreensão das culturas ocidentais” como “sonâmbulos em direção ao abismo”. Tillmans recupera o termo “sonâmbulos” de uma descrição da Europa feita por Christopher Clark em 1914, ano que viu o início da I Guerra Mundial.

Partindo do conceito que unia o conjunto de obras apresentadas em Serralves, uma coleção de fotografias de 1995 até ao presente descritas como “Paisagens Verticais”, Wolfgang Tillmans criou uma campanha na internet para mobilizar os britânicos a votarem para que o Reino Unido permaneça na UE e tenha uma posição mais forte dentro dela. A campanha é composta por uma série de posters com imagens e mensagens que se destinam a ser descarregadas em pdf ou diretamente nas redes sociais.

Tillmans denuncia o facto de a UE ter sido transformada no bode expiatório das crises políticas atuais que se vivem em várias frentes e países e argumenta que a “União Europeia defende os nosso direitos contra os inimigos da liberdade”: “Deixar a UE agora, nestes tempos políticos perigosos, não é patriótico, é simplesmente disparatado e enviaria a mensagem errada aos inimigos dos valores europeus”, declara o fotógrafo.
“Independentemente dos sentimentos que se tenham em relação à UE, é preciso ter em mente que votar a favor do Brexit tem repercussões catastróficas para toda a Europa e para o mundo”, conclui.

A campanha completa pode ser consultada em tillmans.co.uk/campaign-eu