Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Detido suspeito de preparar 15 atentados no Euro 2016

  • 333

Serviços secretos ucranianos dizem que impediram quinze atos terroristas que estavam a ser preparados para ocorrerem antes e durante o Campeonato Europeu de futebol, em França. Suspeito ligado à extrema-direita estava a ser vigiado desde dezembro

Um cidadão francês foi preso a 21 de maio na Ucrânia, por suspeita de estar a preparar 15 atentados no campeonato europeu de futebol 2016, que se realiza em França, anunciaram esta segunda-feira os serviços de segurança ucranianos.

"A SBU conseguiu impedir quinze atos terroristas planeados para acontecerem antes e durante o Campeonato Europeu de futebol", declarou o chefe dos serviços de segurança ucranianos (SBU), Vassil Grytsak.

Segundo a imprensa francesa, trata-se de Gregoire M. e terá sido detido junto à fronteira com a Polónia, no posto de Yagodyn. O suspeito seria próximo da extrema-direita e era anti-Islão.

Fontes da SBU, os serviços de segurança da Ucrânia, garantem que o homem planeava cometer atentados durante mas também na véspera do torneio de futebol: pontes, infraestruturas rodoviárias, uma mesquita, uma sinagoga, locais próximos dos estádios de futebol e gabinetes governamentais um pouco por toda a França seriam alguns dos alvos. Os ataques terroristas seriam uma forma de protesto contra a integração de refugiados e imigrantes em França, afiançam as mesmas fontes.

O cidadão francês estava a ser vigiado pelas autoridades desde de dezembro do ano passado, altura em que se encontrava no Leste da Ucrânia (atualmente em guerra) e tentava estabelecer contactos com os soldados pró-Ucrânia, porque queria, alegadamente, ser voluntário.

Durante a operação foram apreendidos 125 quilos de explosivos, 5 Kalashnikov e outro tipo de material de guerra.

O francês estava a realizar contactos na Ucrânia com o objetivo de passar ilegalmente as armas e explosivos pela fronteira com a Polónia, prometendo uma recompensa de 3000 euros. Mas não encontrou ninguém interessado e estaria a tentar fazê-lo sozinho quando foi detido.

Ainda segundo as fontes oficiais em Kiev, terão sido identificados outros suspeitos além do francês, embora não tenham sido divulgados detalhes sobre as suas identidades.

A investigação não está encerrada. A SBU, que atua em parceria com outras agências europeias, continua a tentar perceber se o francês tem cúmplices na Ucrânia e em França.

O Euro 2016 decorre em França de 10 de junho a 10 de julho deste ano.