Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Índia instala 'botões de pânico' nos autocarros

  • 333

Chandan Khanna/AFP/Getty Images

É a resposta a uma série de ataques violentos a mulheres em Nova Deli e noutras cidades

Luís M. Faria

Jornalista

A Índia vai instalar 'botões de pânico' nos autocarros. A medida vem na sequência de um evento brutal em dezembro de 2012, quando um grupo de homens a bordo de um autocarro atacou, violou e torturou uma estudante de fisioterapia que vinha do cinema com um amigo. A jovem acabou por morrer e outros casos na mesma linha têm sido manchete ao longo dos anos, pondo esse tipo de violência no foco da consciência pública.

Recentemente, o governo tinha ordenado que a partir de 2017 todos os telemóvel vendidos no país passassem a ter 'botão de pânico' - um botão que marca um número de emergência com um único toque. Agora estende a medida aos autocarros. “Para garantir a segurança feminina após o infeliz incidente, decidir tornar obrigatório que todos os autocarros de transporte público instalem 'botões de pânico' para emergências, câmaras de vigilância e localizadores de GPS que permitam seguir o veículo”, anunciou o ministro dos transportes, Nitin Gadkari.

O botão ficará por cima das portas da frente. Uma vez pressionado, acciona um sinal numa esquadra de polícia próxima, que fica a ver em tempo real as imagens da câmara de vigilância no autocarro. O maior estado da Índia, o Rajastão, é o primeiro a ter o sistema, com vinte veículos equipados dessa forma. Todos os autocarros novos têm de vir já com os botões, e nos antigos ele irá sendo gradualmente instalado.