Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Avião solar parte em nova etapa da volta ao mundo

  • 333

SANJAY KANOJIA/GETTY

A aeronave partiu esta madrugada do aeroporto internacional de Tulsa, no estado norte-americano de Oklahoma com destino a Dayton, no estado de Ohio

O avião Solar Impulse II, movido exclusivamente a energia solar, partiu na madrugada deste sábado em mais uma etapa da sua volta ao mundo, desta vez ligando cidades norte-americanas numa viagem de cerca de 1200 quilómetros e 18 horas.

O avião deixou o aeroporto internacional de Tulsa, no estado norte-americano de Oklahoma, pelas 04:22 hora local (08:22 em Lisboa) e está previsto que aterre em Dayton (no estado de Ohio) às 11:00 locais (02:00 em Lisboa).

Na página do projeto na internet é possível assistir à viagem e segui-la minuto a minuto com comentários e fotografias da equipa, bem como ter mais informação sobre o projeto e as rotas definidas.

"A caminho de Dayton. Dezoito horas sem uma gota de combustível. E diziam que seria impossível...", escreveu nas redes sociais o piloto suíço André Borschberg, um dos criadores do projeto.

Antes de chegar a Tulsa, o Solar Impulse II completou já 10 etapas da volta ao mundo: de Abu Dhabi (nos Emirados Árabes Unidos), a Muscat (Omã), a Ahmedabat e a Varanasi (ambas na Índia), a Mandalay (Myanmar), a Chongqing e a Nanjing (ambas na China), a Nagoya (Japão), percorreu o oceano Pacífico até ao Havai, chegou a São Francisco (Califórnia, Estados Unidos), parando ainda em Phoenix (Arizona).

Depois de chegar a Dayton na madrugada de domingo, o avião solar deverá continuar a sua viagem até Nova Iorque, estando previsto que atravesse o oceano Atlântico em direção ao continente europeu, partido depois para o norte de África e terminando em Abu Dhabi, onde começou esta volta ao mundo, em março de 2015.

Este projeto – liderado por dois pilotos suíços, Bertrand Piccard e André Borschberg – pretende consciencializar e convencer os diferentes líderes políticos da necessidade de implementar soluções tecnológicas que permitam preservar o meio ambiente.