Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Autoridades gregas negam que destroços sejam do voo MS804

  • 333

CHRISTIAN HARTMANN/REUTERS

Companhia aérea Egyptair tinha confirmado esta tarde a descoberta dos destroços do seu avião, que fazia a ligação Paris-Cairo

O chefe da autoridade de segurança aérea da Grécia negou esta quinta-feira que os destroços encontrados no Mediterrâneo sejam do avião da EgyptAir que se despenhou ao largo de uma ilha grega com 66 pessoas a bordo.

"Até agora, a análise indica que os destroços não são de um avião", disse o chefe da autoridade de segurança aérea da Grécia, após a companhia aérea egípcia ter confirmado a descoberta dos destroços do avião da Egyptair, que esta madrugada caiu a cerca de 200 milhas a sul da ilha de Creta, uma área sob responsabilidade do Egito.

O mesmo responsável adiantou que falou com o seu homólogo egípcio às 17h45 horas locais (18h45 em Lisboa) e que lhe afirmou não estar ainda provado que os destroços encontrados pertencem ao "voo MS804".

O aparelho, um airbus 320, descolou de Paris rumo ao Cairo na noite de quarta-feira, e desapareceu ao início da madrugada ao entrar no espaço aéreo egípcio.

A bordo seguiam 56 passageiros, incluindo um português, sete tripulantes e três agentes da segurança.