Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Centenas de desaparecidos em deslizamentos de terra no Sri Lanka

  • 333

Militares em operações de salvamento no centro do Sri Lanka

M.A. PUSHPA KUMARA

Três dias de chuvas fortes contínuas inundaram as cidades e criaram um rio de lama que obrigou milhares de pessoas a abandonarem as suas casas

Cristina Peres

Cristina Peres

Jornalista de Internacional

Dezasseis corpos recuperados e cerca de 180 pessoas resgatadas é o primeiro balanço da intervenção de salvamento dos militares após os deslizamentos de terra na área remota de Aranayake, no centro do Sri Lanka, que foram provocados por chuvas fortes.

Segundo a Cruz Vermelha a operar no país, pensa-se que as mais de 200 famílias ainda desaparecidas estivessem dentro das casas quando as lamas se precipitaram sobre as três aldeias de Siripura, Pallebage e Elagipitya, escreve a Skynews.

As chuvas torrenciais duraram mais de três dias seguidos inundando as cidades e desencadeando o movimento das terras que obrigou a desalojar perto de 350 mil pessoas, disse o porta-voz dos militares, Jayanath Jayaweera. Mais de 300 soldados estão atualmente a realizar buscas por sobreviventes no distrito de Kegalle, situado a cerca de 20 quilómetros da capital, Colombo.

“Ouvi um estrondo brutal como um avião a despenhar-se... Abri a porta da casa e não conseguia acreditar no que via, vi uma coisa parecida com uma enorme bola de fogo a rolar pela montanha abaixo.”, disse um aldeão citado pela agência France Presse.

O Sul da Índia está em estado de alerta uma vez que se esperam chuvas fortes no Chennai e em parte de Tamil Nadu e Pondicherry, escreve a BBC, anunciando que os pescadores foram proibidos de sair para o mar enquanto as equipas de salvamento se mantêm prontas a intervir.