Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Centenas de desaparecidos em deslizamentos de terra no Sri Lanka

Militares em operações de salvamento no centro do Sri Lanka

M.A. PUSHPA KUMARA

Três dias de chuvas fortes contínuas inundaram as cidades e criaram um rio de lama que obrigou milhares de pessoas a abandonarem as suas casas

Cristina Peres

Cristina Peres

Jornalista de Internacional

Dezasseis corpos recuperados e cerca de 180 pessoas resgatadas é o primeiro balanço da intervenção de salvamento dos militares após os deslizamentos de terra na área remota de Aranayake, no centro do Sri Lanka, que foram provocados por chuvas fortes.

Segundo a Cruz Vermelha a operar no país, pensa-se que as mais de 200 famílias ainda desaparecidas estivessem dentro das casas quando as lamas se precipitaram sobre as três aldeias de Siripura, Pallebage e Elagipitya, escreve a Skynews.

As chuvas torrenciais duraram mais de três dias seguidos inundando as cidades e desencadeando o movimento das terras que obrigou a desalojar perto de 350 mil pessoas, disse o porta-voz dos militares, Jayanath Jayaweera. Mais de 300 soldados estão atualmente a realizar buscas por sobreviventes no distrito de Kegalle, situado a cerca de 20 quilómetros da capital, Colombo.

“Ouvi um estrondo brutal como um avião a despenhar-se... Abri a porta da casa e não conseguia acreditar no que via, vi uma coisa parecida com uma enorme bola de fogo a rolar pela montanha abaixo.”, disse um aldeão citado pela agência France Presse.

O Sul da Índia está em estado de alerta uma vez que se esperam chuvas fortes no Chennai e em parte de Tamil Nadu e Pondicherry, escreve a BBC, anunciando que os pescadores foram proibidos de sair para o mar enquanto as equipas de salvamento se mantêm prontas a intervir.