Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ex-responsável do MI6 alerta para o risco de conceder à Turquia acesso sem vistos à UE

  • 333

Cate Gillon/Getty Images

Para Richard Dearlove a medida concedida como moeda de troca para tentar conter o fluxo de refugiados é algo perverso, quase “como armazenar gasolina perto de um fogo que se está a tentar apagar”

As concessões feitas à Turquia para garantir a ajuda deste país na tentativa de conter o fluxo de refugiados na União Europeia (UE) vão agravar ainda mais a situação, alertou Richard Dearlove, ex-responsável pelo serviço britânico de informações.

“Conceder o acesso à UE, sem vistos, para 75 milhões de turcos é uma medida perversa, quase “como armazenar gasolina perto de um fogo que se está a tentar apagar”, criticou o antigo líder do MI6.

Dearlove, que dirigiu os serviços secretos britânicos entre 1999 e 2004, atribuiu a ascensão da extrema direita na Europa ao intenso movimento de refugiados na UE nos últimos anos.

A paisagem política da Europa mudará e será influenciada pelo medo das pessoas “que sentem, de forma racional ou não, que os seus interesses e identidade cultural estão ameaçados”, considerou Dearlove. “Isto já aconteceu na Áustria ... Vão seguir-se outros partidos populistas de extrema direita noutros países europeus”, acrescentou Richard Dearlove, em declarações a um programa televisivo da BBC.