Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Detido ginecologista italiano acusado de roubar óvulos

  • 333

Severino Antinori é acusado de ter roubados seis óvulos a uma enfermeira espanhola na sua clínica em Milão

O ginecologista italiano Severino Antinori, que ficou conhecido após ter ajudado uma mulher de 63 anos a ser mãe, foi detido este sábado no aeroporto de Fiumicino, em Roma, e encontra-se neste momento em prisão domiciliária.

Em causa está uma queixa de uma enfermeira espanhola, de 24 anos, que trabalhava na sua clínica em Milão e que acusou o médico de lhe ter roubados seis óvulos, receando que pudessem ter sido implantados noutra mulher.

A jovem, que nasceu em Málaga, segundo o “El País”, conta que lhe roubaram o telemóvel e que foi sedada para lhe retirarem os óvulos. Mas assim que acordou apercebeu-se do que tinha acontecido e chamou a polícia, que foi ter à clínica.

“Não pára de chorar, está aterrorizada com a ideia de que possam nascer filhos seus sem o seu conhecimento, sem a sua vontade”, relatou ao jornal espanhol Roberta de Leo, advogada da Associação de Ajuda às Mulheres Vítimas de Violência Sexual.

Severino Antinori, de 71 anos, é presidente da Associação Mundial da Medicina Reprodutiva e é acusado de ter roubado óvulos e de ter causado lesões à jovem espanhola. A defesa do médico alega, contudo, que a enfermeira tinha autorizado a extração dos óvulos.