Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

ONG denuncia que trabalhadores de aviários nos EUA são forçados a usar fraldas para substituir o WC

  • 333

“Não é apenas a dignidade deles que sofre: eles estão em risco de ganharem graves problemas de saúde”, indica o relatório da Oxfam America que denuncia a situação existente em diversos aviários norte-americanos

Trabalhadores de unidades de produção dos maiores aviários nos Estados Unidos são regularmente impedidos de ir a casa de banho, acabando por isso por usar fraldas enquanto trabalham, segundo uma denúncia da Oxfam America divulgada pela Bloomberg.

A Oxfam America é uma ONG dedicada a erradicar a pobreza no mundo. O seu relatório é baseado em testemunhos de trabalhadores da Tyson Foods Inc., Pilgrim Pride Corp., Perdue Farms Inc e Sanderson Farms Inc., que indicaram que os supervisores dos trabalhadores gozam com eles, ignoram os seus pedidos e ameaçam-nos com punições e despedimento quando os funcionários lhes pedem para ir à casa de banho. Quando lhes é permitido ir, têm de esperar em demoradas filas, apesar de terem um tempo restrito para o fazer.

Alguns trabalhadores chegam a urinar ou a defecar enquanto trabalham, por já não conseguirem aguentar mais, o que leva muitos a acabarem depois por recorrer à solução das fraldas. Alguns supervisores aconselham-nos a comer e beber menos para contornarem o problema.

“Não é apenas a dignidade deles que sofre: eles estão em risco de ganharem graves problemas de saúde”, refere o relatório citado pela Bloomberg. Os trabalhadores arriscam contrair problemas como infeções urinárias. As condições de trabalho são especialmente árduas para mulheres menstruadas ou grávidas.

Contactadas pela Bloomberg devido à denúncia, responsáveis da Sanderson não quiseram comentar. A Tyson enviou um email afirmando “não admitir recusas para se ir à casa de banho”. A Perdue disse tratarem-se de “historietas sem consistência”, pois vão contra as práticas da empresa. A Pilgrim respondeu que caso as denúncias sejam provadas, darão lugar a processos disciplinares por irem contra a sua política.

Esta não é a primeira vez que a Oxfam denuncia as condições existentes nos aviários norte-americanos. Num relatório de 2005, indicou que os trabalhadores do sector recebem baixos salários e que o clima de medo existente no seu ambiente de trabalho contribui para elevados índices de acidentes e de doenças.