Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Confirmado que Zika provoca lesões cerebrais

  • 333

A conclusão resulta de experiências levada a cabo com ratos no Brasil, Estados Unidos e China

Investigadores confirmaram pela primeira vez que o vírus Zika causa nascimentos com deficiências, nomeadamente com lesões cerebrais e cabeças mais pequenas que o normal, a condição designada por microcefalia. A conclusão é baseada em três experiências levadas a cabo com ratos no Brasil, nos Estados Unidos e na China.

Os cientistas contaminaram ratos grávidas com o vírus Zika. O vírus conseguiu atravessar a placenta e afetar o crescimento das crias, influindo não apenas no tamanho das suas cabeças, mas no de todos os seus corpos. Algumas morreram no útero, outras foram comidas pelas mães logo depois dos nascimentos, uma prática comum nos ratos quando as crias nascem com deficiências.

Algumas das crias dos ratos contaminados não nasceram com deficiências, o que indica que nestes casos o vírus não atravessou a placenta, o que poderá dever-se a estes animais possuírem características genéticas ligeiramente diferentes, eventualmente com um sistema imunitário suficientemente forte para fazer frente ao vírus.

Os investigadores também compararam as infeções causadas pela estirpe brasileira do vírus com a africana, que fora isolada no Uganda em 1947, tendo verificado que a brasileira é mais agressiva, possuindo maior capacidade de infetar as células do cérebro.

No mês passado, o Centro norte americano para Prevenção e Controle de Doenças associara o vírus Zika ao nascimento de bebés com microcefalia.