Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Cerca de 30 crianças sírias abusadas sexualmente no campo de refugiados “exemplar”

  • 333

Angela Merkel e Donald Tusk visitaram o campo a 23 de abril

-

Os abusos ocorreram em Nizip, o campo de refugiados turco dado como exemplo de sucesso no mês passado por Angela Merkel e Donald Trump

Cerca de 30 rapazes sírios, com entre 8 e 12 anos, terão sofridos abusos sexuais e violações por parte de um funcionário da limpeza de Nizip, o campo de refugiados do sul da Turquia, próximo da fronteira com a Síria.

O funcionário E.E., segundo o modo como surge identificado nos documentos do tribunal, supostamente levava os meninos para as casas de banho do campo, aproveitando os locais qu fora do alcance das câmaras de segurança para efetuar os abusos e violações. Em seguida pagava às crianças entre 35 cêntimos e 1,2 euros.

Os abusos terão decorrido ao longo de três meses do ano passado, acabando por serem descobertos em setembro, em sequência das suspeitas levantadas por soldados.

Altos responsáveis militares qualificaram o caso como “um desastre”, atribuindo culpas à Agência Estatal Turca de Emergências, que gere o campo de refugiados. A agência emitiu um comunicado indicando que levou a cabo medidas para evitar que este tipo de casos se volte a repetir, acrescentando que foi dado apoio psicológico às vítimas.

Nizip fora visitado no passado dia 23 de abril pela chanceler alemã Angela Merkel e pelo presidente da Conselho Europeu Donald Tusk que apresentaram o campo como um modelo a seguir. “O melhor exemplo no mundo de como tratar refugiados”, declarou Tusk, por ocasião da visita.