Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Lançada petição para libertarem cidadã britânica no Irão

  • 333

Funcionária de uma organização humanitária britânica foi detida em Teerão, enquanto a filha de quase dois anos foi entregue aos familiares que vivem no país. Não foi explicado o motivo da detenção. O marido já lançou uma petição para libertarem a mulher

No passado dia 3 de abril, uma funcionária de uma organização humanitária britânica foi detida em Teerão quando se preparava para regressar com a filha – de 22 meses – a Londres. Nazanin Zaghari-Ratcliffe, de 37 anos, é coordenadora de projetos da Fundação Thomson Reuters e tem dupla nacionalidade: britânica e iraniana. Tinha viajado duas semanas antes para o Irão para mostrar a filha à família.

Mais de um mês depois, Nazanin continua detida em Teerão, enquanto a filha foi entregue aos familiares no país. O marido Richard Ratcliffe queixa-se que nunca mais conseguiu falar com a mullher, nem perceber os motivos que conduziram à sua detenção. As autoridades iranianas ter-se-ão limitado a dizer, segundo Ratcliffe, que estava em causa “uma investigação importante relacionada com a segurança nacional”, refere o “Guardian”.

Entretanto, o marido decidiu lançar uma petição para apelar ao primeiro-ministro britânico e o líder supremo Ayatollah Ali Khamenei para intervirem no caso.

“É de facto horrível e incrivelmente confusa toda esta situação. Quando já passaram 30 dias, isso é um tempo terrível. Vamos ver o que as autoridades vão fazer agora”, declarou Richard Ratcliffe.

Referiu ainda que a mulher só está autorizada a contactar os familiares que vivem em Teerão e que foi confiscado o passaporte da filha pelas autoridades.

Contactado pela CNN, o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) britânico diz não ter informações sobre Nazanin Zaghari-Ratcliffe, enquanto uma porta-voz do MNE garantiu estar a acompanhar de perto o caso e a prestar todo o apoio à família.