Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Israelita pediu proteção judicial contra Deus

  • 333

Juiz considerou que o queixoso precisava de auxílio de outras entidades e não dos tribunais

O tribunal de primeira instância de Haifa, no norte de Israel, recusou o pedido de David Shushan para que fosse emitida uma ordem de restrição contra Deus.

Shushan, de 64 anos, disse que tem sido maltratado por Deus nos últimos três anos. “Eu tenho estado a apresentar queixas contra Deus junto da polícia israelita há três anos. A polícia visitou-me dez vezes ao longo dos últimos três anos. Ele (Deus) começou a tratar-me muito mal”, afirmou.

O juiz considerou o pedido “absurdo”, referindo que o queixoso precisava de auxílio de outras entidades e não dos tribunais.