Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Quatro detidos em Madrid por suspeita de recrutarem jiadistas

  • 333

Suspeitos são acusados de liderar um grupo responsável pela difusão de propaganda extremista e pela radicalização de centenas de cidadãos em Espanha

A Guarda Civil espanhola deteve esta terça-feira de manhã em Pinto e em Ciempozuelos, duas localidades da comunidade de Madrid, quatro pessoas acusadas de liderarem um grupo organizado que recrutava pessoas para a causa islamita através da difusão de propaganda.

De acordo com o Ministério do Interior espanhol, citado pelo "El País", as duas pessoas detidas em Pinto são de nacionalidade marroquina; em Ciempozuelos, foram capturados os outros dois suspeitos, um espanhol e um marroquino.

Uma investigação levada a cabo nos últimos meses na região da capital espanhola apurou a existência de uma "estrutura estável" que publicava e distribuía conteúdos propagandísticos com o objetivo de recrutar europeus para a jihad, através da internet e de aplicações de mensagens instantâneas.

De acordo com o "El País", o grupo fez chegar as suas mensagens a centenas de pessoas, para além de selecionar grupos mais pequenos com os quais estabeleceu contactos e um "processo de radicalização" muito mais diretos. Nalguns casos, aponta o diário, a proximidade geográfica tornou possível que o processo de radicalização deixasse de ser virtual, com os suspeitos a controlarem as atividades dos que recrutavam e a definirem "como é que eles deviam desenvolver qualquer atividade da vida quotidiana".

Equipas dos serviços de informação da Guarda Civil continuam a levar a cabo a operação que hoje conduziu às quatro detenções, com o objetivo de conhecer a fundo a extensão do grupo e as atividades desenvolvidas por ele em Madrid e possivelmente noutras partes do país. A investigação está a ser liderada pelo tribunal de instrução número 3 e pela Audiência Nacional.